terça-feira, 7 de dezembro de 2010

VAMOS MALHAR

Não é de fácil imaginação a paz que seria experimentada, a beleza em que o mundo se tornaria, como a vida seria muito melhor, se todos fossem para o outro o que gostariam que o outro fosse para si.

Melhor ainda ou ainda mais tendo a iniciativa de ser o primeiro, não esperar ser amado para amar, não esperar ser compreendido para compreender, não esperar receber para dar. Você acha que não é fácil, eu também. Você acha que é impossível, ah isso eu não acho não.

Ficou difícil sim perdemos ou nunca adquirimos o hábito “de fazer” celebrando a paz.

Falei em hábito. Hábito é um gesto, um costume que vivemos ou que repetimos com freqüência. Quando o hábito é bom praticamos o bem, o contrário? O contrário é o contrário, um desastre, uma pena.

Alguém disse que o hábito determina as ações humanas, como no caso da educação, a gente tem que fazer enorme esforço, alguns exercícios para se acostumar, depois que se acostuma, fica fácil.
Estamos no advento, preparando-nos para mais uma vez comemorar o Natal de Jesus. Vamos malhar?
Tem gente que malha para manter o corpo em forma. Vamos malhar os nossos gestos para serem agradáveis, vamos malhar nosso vocabulário, vamos malhar as palavras que dizemos para que os outros gostem de nos ouvir. Vamos malhar nossos sentimentos, se forem ruins, fora com eles e como resultado teremos paz na terra entre os homens pro Ele amados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário